Buscar
  • Dr. Edvênis Vital

Como prevenir pelo encravado: entenda as causas e o que fazer para evitá-los



Inflamações na pele podem causar uma série de transtornos. Por isso, saber como evitá-las é importante para sua saúde e bem-estar. Elas podem surgir por toda a extensão da pele e em diferentes situações, como após a depilação ou em reação a algum produto. Seja lá qual for a ocasião, é fato que elas geram muito incômodo.


O pelo encravado é uma dessas inflamações e é muito recorrente. O encravamento ocorre quando o pêlo apresenta-se obstruído no seu óstio de saída e, por isso, acaba crescendo internamente.


Tecnicamente conhecida como foliculite, essa inflamação assemelha-se a uma espinha e pode ser bastante dolorida. Então, saber como prevenir essa condição pode te livrar de incômodos e dolorosos problemas na pele.


Quer saber mais sobre isso? Neste post você vai entender melhor como essa inflamação é causada e como você pode fazer para preveni-la. Acompanhe abaixo!


Como surgem os pelos encravados


O processo de crescimento de pelos é constante e, com isso, é muito comum surgir uma inflamação dessa natureza. No entanto, existem alguns outros fatores que contribuem para que esse problema seja causado, como a depilação feita de forma incorreta.


Isso acontece especialmente quando a depilação é feita com lâmina, pois o pelo se torna mais grosso a cada novo período de crescimento. Com isso, ele não consegue se desenvolver da maneira correta e dá origem à foliculite.


Trata-se de uma inflamação que gera inchaço, vermelhidão, aumento da sensibilidade na região de surgimento e até mesmo secreção, em alguns casos. Isso pode ocasionar cicatrizes e manchas, visto que o escurecimento da região é parte do processo de cicatrização.


Prevenção antes de depilar


Umas das principais medidas a serem tomadas para prevenir o pelo encravado é entender que os cuidados devem acontecer antes e depois da depilação. Desse modo, medidas como realizar uma boa esfoliação e hidratação da pele a ser depilada são passos indispensáveis.


Além disso, usar gel depilatório e cremes para barbear, evitar a reutilização de lâminas e remover o excesso de resíduos são cuidados complementares.


Cuidados importantes pós-depilação


A higienização correta da área que passa por depilação é ainda mais importante no período posterior ao ato depilatório. Afinal, é justamente nele que o pelo encravado pode surgir. Nesse caso, é importante atentar-se a medidas como utilizar um produto calmante após o procedimento e evitar a exposição ao sol.


Além disso, o suor pode ser um agente de proliferação de bactérias, pois a região fica vulnerável após o procedimento e o fluido pode conter agentes infectantes. Sendo assim, procure manter a área depilada seca e hidratada, para evitar ressecamentos e mantê-la suavizada.


Também é válido não usar roupas muito apertadas ou grossas na região depilada, pois a fricção pode machucar a pele, que está sensibilizada.


Estou com pelo encravado. E agora?


Caso aconteça de o pelo encravar mesmo seguindo os cuidados, também é importante saber tratá-los corretamente para evitar infecções.


Dito isso, não abafe a região, mantenha a higienização constante da área e, principalmente, não tente espremer a área inflamada! Isso não só pode agravar o problema, além de deixar manchas na pele.




Gostou das nossas dicas? Então continue acompanhando as novidades e curiosidades do nosso blog! Aqui, temas importantes para sua saúde e bem-estar são tratados de forma leve e educativa.


25 visualizações0 comentário